quinta-feira, 20 de abril de 2017

Entrevista: Autor Lucas Hargreaves - Segredos do Reino

Hoje, vamos conhecer um pouco mais o jovem autor de Segredos do Reino
Lucas Hargreaves.


Desde cedo, escrever e criar sempre foram os verbos e hobbies preferidos de  Lucas Hargreaves. Nascido em Brasília no ano de 1991, o autor foi criado e reside em Belo Horizonte. 
Formou-se em Publicidade e Propaganda pela universidade PUC-MG, e possui experiência em Marketing, Mídias Sociais e Design Gráfico, segmentos da área que contribuem para expandir seu potencial criativo, não somente em sua trajetória profissional, como também em projetos pessoais. 
Para o autor de "Segredos do Reino", a leitura e a escrita se completam como inesgotáveis fontes de conhecimento, diversão e fantasia.

- Quais foram os fatores que lhe motivaram a tornar-se um escritor?

— Desenvolvi, desde cedo, uma afinidade muito grande com a criação, o que contemplou inicialmente o desenho e, posteriormente, a escrita. Ainda criança, já gostava de compor enredos e elaborar narrativas. Para isso, dobrava ao meio algumas folhas A4 e as grampeava, já consolidando a estrutura do "livro". A partir daí, desenhava e descrevia as situações, seguindo um raciocínio - mais ou menos - linear, preenchendo os espaços em branco usando apenas o lápis. Com o tempo, a habilidade foi aumentando, assim como a vontade de dar vida a uma trama mais complexa. Após alguns projetos, Segredos do Reino finalmente saiu do word para o papel. A maior motivação, com certeza, é a de poder divulgar sua criação com o mundo. Isso é bastante animador!

- Suas maiores influencias literárias são:

— Penso que sempre aprendemos com cada livro lido, independente do autor, o que acaba nos dando a liberdade de usufruir de alguns elementos ali descritos. No meu caso, ressalto grandes influências vindas principalmente de Agatha Christie, mesmo que o gênero não corresponda a Segredos do Reino. Sempre achei a trajetória e obras da autora inspiradoras, o que me motivou a escrever ainda mais.


- Encontrou alguma grande dificuldade na hora de desenvolver o enredo de "Segredos do Reino"? Há algo que considere de maior necessidade na hora de desenvolver uma obra?

— Acredito que um enredo consistente, somado à boa construção de personagens, e uma pitada de plot twists garante a longevidade da história, e isso exige dedicação. Para mim, a maior dificuldade é o foco, ou a falta dele, rs. Fechar as arestas abertas durante o processo narrativo também costuma exigir um pouco mais de atenção por parte do autor.

- Para todo escritor, o desenvolvimento da primeira obra é uma experiência incrível. Como foi isso pra você? Já tinha algo em mente? 

— Particularmente, penso que a construção de uma narrativa é composta de 50% planejamento e 50% improviso. Foi o que aconteceu com Segredos do Reino. A princípio, já tinha uma noção da proporção da história e dos pontos onde queria chegar, contudo, pelo caminho, muita coisa pode acontecer. Por vezes, você acaba redefinindo algumas situações e até mesmo acrescentando novos personagens à trama. De qualquer forma, foi muito gratificante e divertido o processo da escrita de Segredos do Reino. Procurei prezar por um enredo mais simples, embora não menos envolvente, repleto de aventura e reviravoltas.
— Na verdade, dei início à história enquanto ainda estava na faculdade, mais precisamente no período de férias, no ano de 2012. Durante alguns dias consegui desenvolver aproximadamente vinte páginas. Como o início é sempre a etapa em que o índice de desistência é maior, acabei deixando pra lá, mesmo porque minhas aulas já haviam voltado. Em dezembro (novamente em recesso), retomei, e quando dei por mim já havia escrito mais sessenta páginas. Daí, pensei comigo: é hora de terminar, correto? E foi o que fiz, em junho de 2013, exatamente um ano depois de iniciar a história. Realizei pesquisas aleatórias no decorrer da escrita, como nomes de objetos de época para ajudar a compor a narrativa (como alaúde, por exemplo), ou alguns hábitos da nobreza, rs...

- Conte-nos um pouco mais sobre as incríveis aventuras que encontraremos nas páginas de Segredos do Reino:

— Segredos do Reino é um livro que conta história do rei Clausius, um perverso monarca que se vê ameaçado diante da iminente ameaça de ser desmascarado perante o reino pela sobrinha e por um azarado comerciante, que descobrem, da pior forma, a real conduta do déspota. Certamente que o embate tomará proporções catastróficas, envolvendo mais pessoas do que o esperado. De um lado, a minoria, contra o rei, de outro, o mal em sua mais poderosa forma. Mas, ao que parece, a guerra está apenas começando, e você, como leitor, acompanhará com riqueza de detalhes as surpresas do enredo, além de desvendar, pouco a pouco, as artimanhas de Clausius que, até então, eram "segredos do reino". 
Vale lembrar que o livro é o primeiro da saga. Afinal de contas, não se pode destronar um rei em apenas um único volume, certo?

- Alguns autores tem seus personagens preferidos nas próprias obras, ou até mesmo uma grande inspiração ao criá-los. Com você acontece da mesma forma?

— De modo geral, gosto de todos deles. Entretanto, o favoritismo também pode abranger alguns em específico, rs...
O meu personagem preferido é o rei Clausius, simplesmente pelo fato de a narrativa ter sido construída ao redor do monarca. Sim, o vilão foi concebido antes da história, e não o contrário. No geral, é uma personalidade complexa e emblemática na qual me divirto bastante em trabalhar. Para mim, ele significa uma criação bem maquiavélica, rs...
— Na verdade, todos carregam um pouco características da minha própria personalidade, e também a de outros personagens que já trombei por aí. Um ou outro possui predicados de pessoas conhecidas, mas não revelarei quais pois me divirto deixando as pessoas curiosas, rs...

- Pode nos adiantar quando seremos presenteados com o segundo volume de "Segredos do Reino"?

Ainda não possuo uma estimativa precisa, mas, no que depender de mim, será o mais breve possível. E tenho dito!


- Há planos de outras obras, futuramente?

— Atualmente trabalho na continuação de Segredos do Reino, que já está quase sendo concluída, inclusive. Mas, é claro, se obtivesse mais tempo, já estaria escrevendo mais histórias paralelas. Cabeça de escritor é isso mesmo, rs...

- Considerações finais:
— Gostaria de agradecer à Lullys pela entrevista e aproveito o espaço para convidar os leitores a conhecerem e desvendarem os Segredos do Reino (inclusive, já temos resenha no blog). 

Resenha Segredos do Reino

Quero, aqui, agradecer ao autor pela confiança em meu trabalho e salientar que está sendo um prazer trabalhar com uma importante personalidade da literatura nacional como Lucas Hargreaves
Agradeço pela grande parceria, e desejo que perdure por muitos anos ainda, afinal, tenho certeza que haverão muitas obras pela frente.

Saiba mais sobre o autor e "os segredos do reino" no site: Segredos do Reino
E leve o rei Clausius para casa, adquirindo o seu exemplar através do link abaixo:


Segredos do Reino

O que uma princesa, um comerciante sem sorte, uma pintora excêntrica, o líder de uma quadrilha, um monge amnésico e um homem depressivo com apenas dez centímetros de altura têm em comum? Bem, por ora, apenas um único objetivo: desmascarar o perverso rei Clausius perante a população do reino, destronando-o de uma vez por todas. Conseguirão eles lidar com todos os obstáculos que atravessam seu caminho, incluindo o próprio exército real? Acompanhe as aventuras (ou desventuras?) de Clarissa e Miguel, e embarque em uma narrativa ágil e surpreendente, repleta de conflitos, suspense e reviravoltas que o farão repensar se tudo é mesmo o que parece ser. Desbrave os territórios mais longínquos de Merquillian e desvende as conspirações e artimanhas de Clausius, que, até então, eram segredos do reino.





0 comentários:

Postar um comentário