domingo, 23 de abril de 2017

Resenha: Érica - Larissa Barros Leal

Título: Érika
Autor: Larissa Barros Leal
Páginas: 272
Edição: 1ª
Editora: Novo Século
Ano: 2014
Gênero: Suspense/Ficção

Sinopse: Moscou. Dois jovens sobrevivem a um duplo atentado que mata quase todos os seus amigos.Cairo. Uma ONG islâmica tenta escapar de uma armadilha, arquitetada por integrantes da Ordem das Doze Tribos de Israel.
Washington. Na sede da Ordem, a filha de um funcionário da Casa Branca cai em ciladas para que seu pai colabore com os radicais.
Pequim. Um filho procura o pai, há meses desaparecido.
Fortaleza. Em uma triste manhã, Érica encontra seus pais mortos...

Nessa incrível trama, todas essas histórias se entrelaçam de forma impressionante. E somente Érica, que acaba de descobrir que foi incluída em uma lista negra da Ordem das Doze Tribos de Israel, poderá impedir uma grande desgraça planejada por judeus fundamentalistas, prestes a atingir a todos.



Fortaleza - CE, Brasil.

Pouco depois de completar 15 anos, Érica tem seus pais assassinados.

A Ordem das Doze Tribos de Israel procura justiça, e tem o objetivo de e se vingar dos que, um dia, aniquilaram os judeus.

Com toda essa reviravolta acontecendo em sua vida, Érica jamais imaginou que se tornaria uma agente da Europol. Espiões que pretendem impedir que a Ordem das Doze Tribos consiga o que pretende.

Simultaneamente, nos quatro cantos do mundo, diferentes pessoas tem suas vidas transformadas.

Conheceremos Natalie, a filha de um político de Washington, que é seqüestrada. Ivan e Kátia, dois jovens que sobrevivem a um ataque, em Moscou. A ONG Alá no Coração, no Cairo, que cai nas mãos da Ordem das Doze Tribos. E, em Pequim, Chang, que entrega-se ao vício na tentativa incansável e sem sucesso de encontrar seu pai desaparecido.

Estas história se cruzam numa trama de tirar o fôlego.



“...numa guerra não existem vencedores. Todos perdem: vidas, sonhos e futuros. Por cada pessoa, soldado ou cívil, que morre numa guerra, a humanidade perde um pouco de sua essência, e os países, parte de seu maior patrimônio...”

Mas as emoções não param por aí, conforme esta trama vai se desenrolando, ficamos ainda mais apreensivos, e o final, meus amigos, é surpreendente.

A forma como a autora desenvolveu o enredo, nos deixa boquiabertos. Achei a escrita da autora sensacional, e, a edição, publicada pela Novo Século, dispensa comentários. O livro é surpreendente e, mais uma vez, a editora Novo Século encanta com outra grande obra que leva o selo Talentos da Literatura Brasileira.

Érica, da autora Larissa Barros Leal, vai prender você.











0 comentários:

Postar um comentário